Páginas

quinta-feira, 14 de junho de 2018

NOVOS ARGUMENTOS e mais CREDIBILIDADE!


Estamos olhando atônitos Youtubers produzindo conteúdos que diminuem o valor do Aikido, enquanto outros vídeos, até feitos com boas intenções, continuam a evidenciar o quanto a nossa Arte precisa urgente repensar a sua forma de comunicação.
Não são estes vídeos do youtube que irão decretar o desinteresse das novas gerações no Aikido e sim a falta de capacidade da nossa geração de reagir diante dos desafios que surgem para o nosso futuro.
São raros os vídeos que combinam uma boa produção com uma boa técnica, na sua grande maioria são vídeos com técnicas desastrosas e explicações piores ainda.
Parece que ultimamente o Aikido não tem conseguido passar ao espectador (principalmente aos mais jovens) algo que possa funcionar como defesa pessoal.  A qualidade que acreditamos possuir o Aikido precisa ser percebida pelo espectador, principalmente para quem não conhece o Aikido e não apenas celebrada dentro da nossa própria comunidade.
As redes sociais hoje são ferramentas poderosas no estimulo de comportamentos e tendências, ao mesmo tempo podem ser implacáveis contra serviços, produtos e organizações que não detectam problemas na comunicação com seu público, tornando algo como uma simples fake news ou um vídeo de algum “Real Aikido Master”, se transforme em um enorme prejuízo a médio e longo prazo para a nossa Arte. Querendo ou não, o Youtube hoje é a vitrine com mais evidencia na divulgação do Aikido. Difícil medir agora os impactos de vídeos como “Aikido vs MMA, real sparing – 2017”, com mais de dois milhões de visualizações em aproximadamente um ano.
Se até o Aikido clássico, bem feito e bem executado, já é tema de debate sobre o seu real valor na publicidade do próprio Aikido, quem dirá esta coleção de vídeos sem conexão nenhuma com o aspecto marcial.
O Aikido, assim como outras artes marciais tradicionais, esta sujeito a criticas sobre a sua eficiência numa situação real de combate, porém devemos estar preparados para criar novas respostas.
O argumento da "ausência de competição" é quase um mantra defensivo na nossa comunidade, que parece querer nos colocar isentos de qualquer obrigação funcional como uma Arte de combate. Precisamos trazer NOVOS ARGUMENTOS e mais CREDIBILIDADE.
É necessário continuar evoluindo, atualizando e verificando nosso conteúdo técnico e filosófico, só assim nossa IMAGEM estará de acordo com todo o nosso POTENCIAL e atraente para as novas gerações.

Tradição - Legado - Valores
Reflexão - Evolução - Transmissão

por Mário Tetto




2 comentários: